sexta-feira, 19 de junho de 2020

Em tempos de ensino a distância

Uma janela aberta para a poesia...
Descbrindo as palavras...

Em tempos de pandemia, com o ensino a distância, os alunos corresponderam ao desafio da professora Cristina Marques. Aqui ficam os seus trabalhos, para apreciar e refletir.



quinta-feira, 23 de abril de 2020


Dia mundial do livro

AudioLeituras 

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor tem como objetivo promover o gosto pelos livros e pela leitura. Todos os anos, no dia 23 de abril, são realizadas atividades por todo o mundo, onde a magia e o poder do livro são colocados em destaque.
Motivados pela professora Lurdes Cruz, alguns alunos gravaram excertos de livros da sua preferência. Aqui fica a sugestão do João Coelho, do 5º D, para apreciarmos.
O feiticeiro Horácio e o velho carvalho de Jan Ivens

Para ouvires, clica no link:











“Quanto a mim, muito me agrada a ideia de tratar o hábito da leitura de livros como um dever moral e fraterno, face ao próximo”
Olga Tokarczuk, Viagens

“Há livros pelos quais deslizamos ao de leve, esquecendo-nos das páginas, à medida que as vamos passando; há outros que lemos com reverência, sem nos atrevermos a concordar com eles ou a discordar deles; outros, ainda, que, porque os amámos tanto e durante tanto tempo, somos capazes de recitar palavra a palavra, dado que os sabemos de cor – sabemo-los com o coração.”
Alberto Manguel, Um Diário de Leituras

Desde 1996 e por decisão da UNESCO é comemorado a 23 de abril.



Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare, entre outros. A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.



"Os livros permitem-nos olhar para o nosso mundo interior e, ao mesmo tempo, abrem o caminho para o respeito mútuo e a compreensão entre os povos, superando todas as fronteiras e diferenças.

Nestes tempos de instabilidade, os livros encarnam o engenho humano, dando corpo à riqueza da experiência humana, verbalizando a busca de sentido e de expressão que todos partilhamos, o que faz avançar todas as sociedades.
Os livros contribuem para unir a humanidade numa única família, com um passado, uma história e um património em comum, para construir um futuro partilhado em que todas as vozes serão ouvidas no grande coro das aspirações humanas. Os livros são os nossos aliados na difusão da educação, da ciência, da cultura e da informação em todo o mundo.
Os livros são também uma forma de expressão cultural que faz parte de uma determinada língua e vive através dela. Cada publicação é criada numa língua específica e destina-se a um grupo de leitores que fala essa língua. Assim, cada livro é escrito, produzido, trocado, utilizado e apreciado num determinado ambiente linguístico e cultural. Este ano destacamos a importância desta dimensão, uma vez que 2019 foi proclamado Ano Internacional das Línguas Indígenas, e será liderado pela UNESCO, para reafirmar o compromisso da comunidade internacional em apoiar os povos indígenas a preservarem as suas culturas, os seus conhecimentos e os seus direitos.
Este dia oferece uma oportunidade para refletirmos juntos sobre a melhor forma de difundirmos a cultura da escrita e fazermos com que todos os indivíduos, homens, mulheres e crianças tenham acesso à mesma.
do Direito de Autor."

Audrey Azoulay (adaptado)

domingo, 19 de abril de 2020

Ensino à Distância (E@D) do Agrupamento - Código de conduta

De acordo com o Regulamento exarado do Ministério da Educação foi elaborado um conjunto de orientações para o Ensino à Distância no nosso Agrupamento, que devem ser cumpridas por todos os intervenientes professores, alunos e encarregados de educação.
Neste momento, porque temos responsabilidades acrescidas no que diz respeito à utilização das tecnologias de apoio ao ensino à distância, torna-se fundamental encontrar procedimentos comuns a todos, que facilitem a vida aos alunos e suas famílias e que reduzam o risco de perda de controle sobre os dados em circulação na internet. 

Código de Conduta
Código de Conduta de Utilização das Plataformas online
A adoção de comportamentos responsáveis na utilização das NTIC é um dever de todos nós. O
Agrupamento define como princípios orientadores da utilização de plataformas online, o seguinte conjunto de princípios gerais:
1. Todos os utilizadores, os próprios ou quem deles é responsável, no caso de menores, são
corresponsáveis na utilização dos meios tecnológicos de ensino à distância, devendo utilizá-
los no pleno respeito dos direitos fundamentais de cada pessoa, do resguardo da privacidade
e da proteção da imagem e da identidade.
2. Serão utilizadas as plataformas estrita e exclusivamente necessárias à prossecução dos
objetivos e finalidades do ensino à distância.
3. Os dados recolhidos devem ser os estritamente necessários para a atividade que está a ser
desenvolvida, daí a necessidade de recorrer, por norma, às ferramentas associadas ao email
institucional ou aos manuais adotados.
4. Sempre que houver necessidade de realizar uma videoconferência, os utilizadores têm direito a optar pela audioconferência.
5. Cada aluno só pode ter acesso aos dados que lhe dizem respeito e cada professor aos dados
dos alunos que pertencem às turmas em que leciona no âmbito estritamente necessário das
atividades de ensino e avaliação.
6. Quando o/a aluno/a é menor, a autorização de participação em aulas por videoconferência é conferida pelo/pela Encarregado/a de Educação que, no entanto, deve proceder de forma a
assegurar que o/a seu/sua educando/a não é excluído/a do processo de ensino-aprendizagem.
7. Nenhuma aula será gravada sem o consentimento de todos os utilizadores, constituindo
crime qualquer gravação obtida sem essa autorização explícita.
8. A realização de trabalhos e de qualquer outra atividade por parte dos alunos deve respeitar
o direito à propriedade intelectual e o princípio da boa fé. O desrespeito por estes princípios
constitui fraude e leva à consideração de nulidade do valor do trabalho ou atividade
apresentados.
9. A comunicação no contexto atual de ensino à distância deve respeitar sempre o princípio de
cortesia, cumprindo-se as regras sociais de boa educação, bem como as regras estabelecidas
em cada grupo para o bom funcionamento das atividades.

segunda-feira, 23 de março de 2020

Horário de atendimento da Biblioteca Escolar, em linha


As professoras bibliotecárias informam que estarão disponíveis para apoiar alunos e professores durante a suspensão das atividades letivas presenciais (medidas de contingência COVID-19) decretada pelo Governo.

De 2.ª a 6.ª, entre as 10h30 e as 12h30 estarão no atendimento online por chat e/ou videoconferência.

A ligação pode ser feita através do Google Chat ou Google Hangouts para a conta biblioteca@escolasdesatao.pt.

Ler sempre - Hora do conto



Os alunos  apreciaram esta história maravilhosa e inspiradora, sobre enfrentar os medos, descobrir a liberdade e abraçar a mudança, em nós e no mundo.  
 Britta Teckentrup dedica este livro «Aos destemidos – e a um mundo sem muros.»

Ler sempre. Ler em qualquer lugar.

Convidados de leitura, na EBFL


LER em qualquer lugar

Os alunos do 7º e do 9º ano declamaram poemas nas salas de professores e outros locais das escolas.


Ler sempre - Leitura Expressiva

Depois do lançamento do dado,  os textos foram lidos com risos ou choramingando, com pressa ou de mau modo, zangado, zangado...!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Jovens autores da Escola Básica Ferreira Lapa



Grande festa de lançamento: Histórias da Ajudaris’19
Viseu esteve em festa!

A festa de lançamento do livro “Histórias da Ajudaris’19”, cujo tema eram os grandes objetivos do desenvolvimento sustentável, teve lugar no dia 15 de fevereiro, pelas 14h30, na Aula Magna do IPV, em Viseu.
Vários estudantes de diversos agrupamentos escolares do distrito de Viseu, cujas histórias foram selecionadas para fazerem parte do livro “Histórias da Ajudaris’19”, acompanhados de professores e dos seus familiares, deram um belo espetáculo em Viseu.
Os pequenos escritores deram vida aos seus textos que criaram com muita imaginação e sensibilidade, mostrando o seu empenho nas diferentes vertentes visadas neste projeto da Ajudaris, que em parceria com o Plano Nacional de Leitura e a Rede de Bibliotecas Escolares promove a leitura, a escrita e a solidariedade.
            Os alunos do nosso Agrupamento dramatizaram o texto que criaram “receita para um mundo melhor” com um desempenho exemplar, deixando-nos a todos muito orgulhosos! No final, ainda tiveram tempo para a interessante sessão de autógrafos.
            Um agradecimento muito especial aos professores e alunos de Restauração que emprestaram as fardas; às professoras de Educação Visual, Sandra Santos e Valentina Brito, à equipa da Biblioteca Escolar da EBFL pelo apoio na produção dos adereços que muito enriqueceram a apresentação e, por último, aos nossos pequenos escritores/atores.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Concurso Nacional de Leitura - Entrega de Prémios de participação aos alunos do 2º ciclo


 

 
Os alunos participantes na 1ª fase do Concurso Nacional de Leitura estiveram presentes na biblioteca para receber o certificado de participação nesta atividade. Os cinco primeiros receberam o livro EstrelaMar e Golfilhote, oferecido pela autora, a professora Rosa Quinteiro e aqueles que vão representar o Agrupamento na fase seguinte receberam também o livro O segredo do rio, de Miguel Sousa Tavares. Parabéns a todos os que participaram, em especial à Mariana Rodrigues, à Mafalda Frias e ao Dinis Pereira, a quem desejamos boa sorte na prova distrital.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

75 anos da libertação de Auschwitz, ler para não esquecer

Porque não se pode esquecer, temos o dever de informar e educar para que nunca mais se repita!